terça-feira, 13 de março de 2012

BROTO DE BAMBU - COMA BEM E GASTE POUCO!


Comer bem e gastar pouco é um desafio em dias onde o marketing empurra a população constantemente ao consumismo desenfreado. No artigo de hoje apresento o broto de bambu (takenokô). Este alimento é totalmente natural, livre de qualquer fertilizante, produtos químicos e conservantes. Seu uso está sendo ampliado aos poucos na culinária brasileira. Algumas receitas apontam o broto de bambu em substituição ao palmito (mesmo o sabor sendo diferente, apenas pela aparência), ou até em substituição à alcachofra ou ao pepino em conserva (sabor parecido).
Utilizamos o broto de bambu em pizzas, estrogonofes, panquecas enroladas em carne moída e cubos de broto de bambu. Também apreciamos na salada de maionese com batata, broto de bambu e outros vegetais. Ou simplesmente in natura, conforme está no vidro. É muito saboroso! Conforme dizia meu amigo Chang que me presenteou com a muda de Bambu da espécie Dendrocalamus Latiflorus Munru, proveniente de Taiwan.
Aqui na cidade de Curitibanos, sem muita propaganda, já estamos comercializando o broto de bambu há quatro anos. Os principais compradores são restaurantes que servem comida oriental. Por enquanto a produção é pequena. Devido a facilidade e a aceitabilidade, estamos plantando um hectare de bambu na localidade do Cerro, interior objetivando em alguns anos uma produção maior deste alimento.
Estamos comercializando o vidro de broto de bambu em conserva ao preço unitário de R$ 10,00. Entregamos a domicilio para difundir o alimento. Este produto não está disponível em supermercados. Como explicado anteriormente, trata-se de um produto natural, sem conservantes, corantes ou produtos similares que a indústria alimentícia utiliza.
Os brotos do bambu são muito apreciados pelos asiáticos, especialmente chineses, japoneses e indianos. Eles fazem parte de uma variedade incrível de pratos tradicionais, fritos, assados, fervidos e secos. O comércio e a produção de brotos em todas as formas é fonte de riqueza para nações como a China, (incluindo Hong Kong) Taiwan e Vietnã. A China tem exportado mais de 100 mil toneladas de brotos por ano, com receitas de aproximadamente 100 milhões de dólares americanos.
A atual medicina ocidental agora sabe dos ricos nutrientes encontrados no broto de bambu: proteína vegetal, fibras, aminoácidos, cálcio, fósforo, vitaminas B1, B2 e C. A medicina chinesa já sabe há mais tempo que o consumo regular de brotos de bambu ajuda na digestão, estimulando os movimentos peristálticos do estômago e intestino, previne e cura doenças cardiovasculares e cânceres e abaixa a gordura e a pressão sanguínea.
Apresento agora, algumas fotografias dos vidros de conserva de broto de bambu e da touceira do próprio Dendrocalamus Latiflorus Munru. Atendemos pelos telefones: (49) 9901-7077 (TIM), (49)  8801-8100 (Claro) e (49) 3241-1257 (Fixo).